História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008
Documentos para a história de Algodres (18)

 

 

Figueiró da Granja no Livro das Doações de Tarouca

 

 

 

Tarouca1.jpg

 

 (Igreja do mosteiro de S. João de Tarouca – Abril de 2004)

 

 

 

 

 

A. de Almeida Fernandes publicou um estudo dedicado às granjas dos cistercienses de Tarouca nos sécs. XII-XIII, no qual se refere detalhadamente a Figueiró da Granja (cf. FERNANDES, 1973-1976, vol. 86, pp. 51 ss.).

 

 

 

Nesse estudo, vêm transcritos diversos documentos incluídos num cartulário do mosteiro de S. João de Tarouca, o Livro das Doações de Tarouca (LDT), até então inéditos, que se revestem da maior importância para a história de Figueiró da Granja, embora continuem a ser pouco conhecidos ou referenciados.  Destaca-se, em especial, o primeiro foral que foi concedido a Figueiró da Granja, outorgado pela abadia de Tarouca e datado de 1243 (no reinado de D. Sancho II).

 

 

 

No sentido de divulgar esse fundo documental junto dos que se interessam pela história local, transcrevem-se, a seguir, os sumários dos documentos referentes a Figueiró da Granja, conforme constam da referida publicação, indicando as páginas em que estão publicados.  O texto integral desses documentos pode ser facilmente consultado na publicação original, que se encontra disponível on-line aqui  (as restantes partes do artigo estão disponíveis aqui (vol. 83), aqui (vol. 84) e aqui (vol. 85)).

 

 

 

1161, Julho, 24:  Egas Gonçalves e sua mulher Aldara Froiaz doam ao abade e frades de S. João de Tarouca a sua “villa” de Figueiró (...). (LDT, fl. 64 v).  -  v. pp. 75-76.

 

 

 

1165, Janeiro:  Gontina Gavins vende aos frades de S. João a sua “herdade” calva em Figueiró (...).(LDT, fl. 64 v).  -  v. p. 76.

 

 

 

1181, Fevereiro:  Soeiro Gonçalves e sua mulher Ouroana Sisnandes vendem ao mosteiro de S. João de Tarouca um moinho com sua levada em Cortiçô (...).  (LDT, fl. 64 v).  -  v. p. 78.

 

 

 

1195, Novembro, Cantanhede:  Os frades de S. João de Tarouca são confirmados na sua “herdade” de Figueiró (...), contra as pretensões dos filhos de Pedro Gonçalves “Loução”, por sentença dada em Cantanhede (...).  (LDT, fl. 65 e v).  -  v. pp. 80-81.

 

 

 

1208:  Os habitantes de Fornos reconhecem a propriedade dos frades de S. João de Tarouca sobre a “herdade” de Barraseiro no couto de Figueiró do mesmo mosteiro (...).  (LDT, fl. 65 v).  -  v. pp. 82-83.

 

 

 

1243, Agosto:  O abade de S. João de Tarouca, com o seu convento, dá carta de foro aos cinquenta povoadores de Figueiró (...), discriminando os foros, regulando as vendas, definindo a eleição e funções do juiz local, dispondo sobre os casos crimes e a conduta do mau vizinho e providenciando em assistência religiosa.  (LDT, fl. 66 e v).  -  v. pp. 95-97.

 

 

 

O autor cita ainda extractos do texto de outro documento (LDT, fl. 78)., referente às Inquirições (ou “chamamento geral”) de 1335, que D. Afonso IV mandou fazer às jurisdições exercidas nos coutos e honras.  Nele consta, a dado passo, que “o juiz que assy é posto no dicto couto (Figueiró) pelos abbades do dicto moesteyro ouve tôdolos fectos cevys como crimynaes, e prende, e manda prender e soltar, e manda açoutar e enforcar”  (cf. p. 57).  Noutro passo, vêm assim descritos os limites do couto:  “o dicto couto partia por o ribeyro que chamam Cortiçoo, e des y como parte por a cruz que esta a par da carreyra que vay do dicto couto para Villa Chãa, e des y como parte por a foz das Bogas, e des y como parte por o Peego Ciscoso, e des y como parte com o termho de Linhares por o rio de Mondego, e des y como se vay pelo dicto rio de Mondego ata que entra em elle o dicto primeyro rio que chamam Cortiçoo”  (cf. pp. 52 e 56).

 

  

 

Bibliografia:  v. entradas de 2005-05-09.

 



publicado por algodrense às 01:30
link desta entrada | comentar | favorito

3 comentários:
De Nuno Soares a 3 de Agosto de 2008 às 20:26
Caro Albino: Muito obrigado pelo seu comentário, que toca os principais aspectos revelados por esta documentação. Esta entrada limita-se a divulgar um trabalho do saudoso investigador A. de Almeida Fernandes, que infelizmente tem estado esquecido. Um grande abraço, com a amizade de sempre do,


De al cardoso a 3 de Agosto de 2008 às 14:07
Caro Nuno:
Embora com algum atrazo, pelo que peco as minhas desculpas, venho hoje comentar este excelente artigo seu.
I - E muito interessante a referencia a "carta de povoacao que e um verdadeiro foral",(da Granja da Figueirola) em que ja nessa altura ai residiam 50 casais, o que de certo modo vem deitar por terra a teze do ermamento desta regiao!
II - Tambem tem o seu interesse e e novo para mim, o facto de Figueiro naquela altura, pertencer a paroquia de Santa Maria de Algodres e nao a S. Miguel de Fornos, como tem aparecido defendido por muitos autores, e ate eu tambem ja tenho referido.
III - E particularmente grato para mim saber que no "Livro de Doacoes de Tarouca", na pagina 78, que os limites da Granja da Figueirola "Partia por o ribeiro que chamam Corticoo e desde y como parte por uma cruz, que esta a par da Carreira que vai do dicto Couto para Villa Chaa....". Este documento vem provar que a minha aldeia natal (Vila Cha) data de tempos anteriores a 1243.
Ora esta Cruz ou "Cruzes" conheco-as muito bem, junto a antiga aldeia das "Cortes" e a par da Carreira, caminho que se nao for romano sera pelo menos medieval.
Nas suas proximidades encontram-se quatro sepulturas escavadas na rocha.
Interessante tambem, ainda hoje perdurarem toponimos tao antigos como "Carreira e Carreirinho".
Sendo a igreja de Vila Cha de fundacao romanica, ja a muito estranhava, nao se conhecer nenhumas referencias a esta aldeia em documentos medievais!
O meu muitissimo obrigado pela publicacao deste artigo que vem desfazer muitas duvidas e trazer novos dados a historia das "nossas terras.


De al cardoso a 11 de Julho de 2008 às 08:54
Caro Nuno:
Tenho estado a consultar e irei dar a minha opiniao brevemente. Entretanto envio um abraco de amizade.


Comentar post

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

...

Sobral Pichorro e Fuínhas...

...

Freguesia de Muxagata no ...

...

Freguesia de Maceira no C...

...

...

Freguesia de Fornos de Al...

...

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn