História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt
Quarta-feira, 30 de Abril de 2008
Visita arqueológica em Fornos de Algodres

 


Realizou-se no passado fim de semana alargado (25 – 27 de Abril) uma visita de estudo a sítios arqueológicos da Beira Alta, organizada pelo Núcleo de Investigação Arqueológica da ERA – Arqueologia, S.A., abrangendo os concelhos de Vila Nova de Foz Côa, Freixo de Numão, Vila Nova de Paiva e Fornos de Algodres.



 


FPena27042008.jpg


 


A visita a Fornos de Algodres ocupou a manhã e o início da tarde do dia 27.  Guiados pelo Doutor António Valera, os participantes visitaram detalhadamente a Anta da Matança, a necrópole de Forcadas, a Fraga da Pena, o Castro de Santiago e a exposição permanente do CIHAFA.



publicado por algodrense às 22:31
link desta entrada | comentar | favorito

Terça-feira, 22 de Abril de 2008
III Jornadas de Etnobotânica

IIIJornEtnoBot08.jpg



 


A Terras de Algodres - Associação de Promoção do Património de Fornos de Algodres vai realizar em Fornos de Algodres, nos próximos dias 16 e 17 de Maio, as “III Jornadas de Etnobotânica”.


 


As inscrições estão abertas até 09 de Maio p.f., sendo limitadas a 60 participantes.


 


O programa provisório do evento está publicado aqui.


 


Adenda (em 2008-05-07):


 


O programa definitivo e a ficha de inscrição estão disponíveis aqui.



publicado por algodrense às 06:49
link desta entrada | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Abril de 2008
Pinturas quinhentistas na Igreja Matriz de Algodres

O altar-mor da Igreja Matriz de Algodres é constituído por um magnífico retábulo de talha dourada e policromada de vermelho, que integra nos eixos laterais, entre colunas, duas pinturas sobre tábua, envolvidas por acantos e tendo um querubim na zona superior[i]. 

 

Interior Igreja Matriz.jpg

 

 

 

  

 

 A pintura do lado do Evangelho representa o Baptismo de Cristo; na do lado da Epístola, está retratado São Pedro, de corpo inteiro, em pé. 

 

  

 

Algodres-BaptismoCristo.JPG    Algodres-SPedro.JPG

 

 

 

Estas duas pinturas destacam-se claramente, pela sua qualidade, do conjunto da obra pictórica - de diversas épocas - existente neste templo.  Na descrição da Matriz de Algodres, Mons. Pinheiro Marques deu relevo a  “... dois quadros bons a óleo, o do baptismo de Cristo, que é o melhor, e do lado da Epístola o de S. Pedro, de pé”[ii].  Noutro passo da sua obra, volta a referir estes “Dois magníficos quadros em madeira...”, acrescentando que são “...atribuídos pela tradição a Grão Vasco...”[iii].  O Guia de Portugal também chamou a atenção do visitante para estas “... duas tábuas apreciáveis, não estudadas...”[iv].

 

 

 

Não conhecemos elementos ou estudos que permitam confirmar a tradição registada por Mons. Pinheiro Marques quanto à autoria destas obras[v]. 

 

 

 

Trata-se, em todo o caso, de duas pinturas de invulgar qualidade, que não parecem ser contemporâneas do retábulo em que estão integradas, sendo, provavelmente, quinhentistas.

 

 

 

Na verdade, o actual retábulo do altar-mor foi mandado executar pelo Visitador em 1703, por considerar que o anterior estava “... velho, sem columnas, e constar somente de huas táboas lizas, o que no prezente tempo hé indecência, ...”[vi]. Em 1712 já estava concluído, “feito à salomónica e com sua tribuna fermoza”[vii].

 

 

 

As duas pinturas acima referidas, por seu lado, apresentam “... um reportório formal que deriva dos modelos difundidos a partir da escola de pintura quinhentista dominante na região”[viii] (a escola de Grão Vasco), o que indicia a reutilização naquele retábulo setecentista de quadros executados em época anterior, que possivelmente já pertenceriam ao acervo da paróquia de Algodres, como defende a Doutora Maria de Fátima dos Prazeres Eusébio[ix].

 

 

 

Atento o manifesto valor artístico e patrimonial destes dois quadros da Matriz de Algodres, seria de todo desejável que a Diocese de Viseu e o Instituto dos Museus e da Conservação (que sucedeu ao ex-IPCR) pudessem articular esforços no sentido de os restaurar (na sequência, aliás, do Protocolo celebrado em 2000 entre a Diocese e o IPCR), afigurando-se particularmente urgente o restauro do Baptismo de Cristo, que se apresenta bastante fendilhado[x].

 

 

 

Bibliografia e abreviaturas:  v. entradas de 2005-05-09.

 

  

 

 

 

 

 

 


 

Notas:

 

[i] Cf. a descrição efectuada por FIGUEIREDO, 2004 e EUSÉBIO, 2005, pp. 322-323.

 

[ii] Cf. MARQUES, 1938, p. 293.

 

[iii] Cf. MARQUES, 1938, p. 323.

 

[iv] Cf. DIONÍSIO, 1985, p. 846.

 

[v] Sendo conhecida, por outro lado, a propensão para atribuir a Grão Vasco as boas pinturas de feição quinhentista, de autor não estabelecido, existentes na região.

 

[vi] Arquivo Paroquial de Algodres - Livro das Pastorais, fl. 32, transcrito por EUSÉBIO, 2005, pp. 169-170, pp. 322-323 e Ap. Doc., p. 173 (documento também transcrito por MARQUES, 1938, p. 292).  Esta avaliação depreciativa do retábulo anterior, seria devida, essencialmente ou em boa parte, à alteração de pressupostos estilísticos, que levava a considerar esteticamente desactualizadas e “indecentes” as obras de períodos anteriores (cf. EUSÉBIO, 2005, pp. 169-170 e 322-323).

 

[vii] Arquivo Paroquial de Algodres - Livro das Pastorais, fl. 47, transcrito por EUSÉBIO, 2005, p. 323 e Ap. Doc., p. 174.   Mons. Pinheiro Marques, afirma que a feitura deste retábulo foi concluída em 1715 (cf. MARQUES, 1938, p. 292).

 

[viii] Cf. EUSÉBIO, 2005, pp. 322-323.

 

[ix] Cf. EUSÉBIO, 2005, pp. 169-170 e pp. 322-323.  Esta investigadora defende a hipótese, bastante plausível, de que as duas pinturas em apreço tenham feito parte do retábulo do altar-mor que foi mandado substituir em 1703, que deveria ser do século XVI (pp. 169-170).

 

[x] Agradeço ao Dr. Pedro Pina Nóbrega, ter-me facultado os extractos da dissertação da Doutora Maria de Fátima dos Prazeres Eusébio citados na presente entrada.

 


temas:

publicado por algodrense às 05:45
link desta entrada | comentar | ver comentários (3) | favorito

Leituras na rede

 

O blog Dolmenes y Megalitos del Mundo tem vindo a publicar diversas entradas sobre monumentos megalíticos da Beira Alta, entre os quais a Anta de Cortiçô e a Anta da Matança, do concelho de Fornos de Algodres.



publicado por algodrense às 05:09
link desta entrada | comentar | favorito

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

...

Sobral Pichorro e Fuínhas...

...

Freguesia de Muxagata no ...

...

Freguesia de Maceira no C...

...

...

Freguesia de Fornos de Al...

...

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn