História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt
Sexta-feira, 3 de Agosto de 2007
Os livros da algodrense Amélia Pinto Pais

 

Algodres não é apenas um sítio histórico e monumental. É uma comunidade com um profundo sentimento identitário, que marca todos os que se orgulham de ser seus filhos.

 

   

 

Falar de Algodres é também falar da obra dos que assumem a sua condição de algodrenses, por maior que seja a ausência ou a distância que os separa da terra natal.

 

   

 

É o caso de Amélia Pinto Pais.  Nascida em Algodres, em 1943, é professora (aposentada) e vive em Leiria.  Tem dedicado a vida ao estudo e ao ensino da literatura portuguesa.  Nos últimos 25 anos, publicou diversos livros, em geral de natureza didáctica e ensaística.  Tem poemas seus publicados no n. 10 (Outono de 2006) da revista DiVersos e em páginas na net.  Tem colaborado em blogs colectivos e é autora do blog “Ao longe os barcos de flores”.

 

 

 

EuCantareideAmor.jpg   leslusiadesenprose.jpg  

 

ABarcadoInferno2aEd.jpg       ParaCompreenderosLusiadas.jpg

 

(Capas de alguns dos livros de Amélia Pinto Pais)

 

 

Na Areal Editores, publicou uma História da Literatura em Portugal (em três volumes: Época Medieval e Clássica, Época Romântica, Época Moderna) e os títulos Para compreender os Lusíadas, Para compreender Fernando Pessoa,  Eu cantarei de Amor – poesia lírica de Luís de Camões, Auto da barca do Inferno de Gil Vicente, uma edição escolar anotada de Os Lusíadas, Os Lusíadas em prosa, traduzido em francês com o título Les Lusiades en prose, Saber português e Ensinar os Lusíadas.  Publicou ainda os manuais (já fora do mercado, por alterações programáticas): Ler por gosto (10º., 11º. e 12º. anos) e, em colaboração, Ser em português (10º., 11º. e 12º. anos).

 

   

 

Em meados de Setembro p.f., começará a ser distribuído o seu novo livro: Fernando Pessoa, o menino da sua mãe, editado pela Âmbar e dedicado ao público infanto-juvenil (à semelhança do já referido Os Lusíadas em prosa).

 

OMeninodesuaMae.jpg

 

 

(Capa do novo livro de Amélia Pinto Pais )

 



publicado por algodrense às 19:00
link desta entrada | comentar | favorito

1 comentário:
De al cardoso a 6 de Agosto de 2007 às 08:52
Ja conhecia o blog da nossa querida "algodrense", so nao sabia da sua proficua actividade literaria. Os meus parabens para ela e para o sempre atento divulgador.
Um abraco a ambos.


Comentar post

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

...

Sobral Pichorro e Fuínhas...

...

Freguesia de Muxagata no ...

...

Freguesia de Maceira no C...

...

...

Freguesia de Fornos de Al...

...

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn