História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt
Terça-feira, 10 de Julho de 2007
Azulejos hispano-mouriscos na Igreja Matriz de Algodres

Interior Igreja Matriz.jpg

 

A Igreja de Santa Maria Maior, matriz de Algodres, tem dois altares colaterais, presentemente dedicados a Nossa Senhora do Rosário (do lado do Evangelho) e ao Sagrado Coração de Jesus (do lado da Epístola). 

 

 

 

Os retábulos desses altares, em talha dourada, “foram feitos à custa do povo em 1682”[i].

 

    

 

AltarNSRosario.jpgAltarCorJesus.jpg

 

   

 

Altar de Nª. Srª. do Rosário        -        Altar do Sº. Coração de Jesus

 

 

 

Os frontais de ambos os altares laterais estão revestidos com azulejos hispano-mouriscos, de aresta, com motivos fitomórficos.  Estes azulejos estiveram cobertos por tábuas, tendo sido postos a descoberto, identificados e referidos pela primeira vez pelo Pe. Luís Ferreira de Lemos, nos anos oitenta do século passado[ii].

 

 

 

Serão, provavelmente, azulejos de produção sevilhana, atribuíveis à primeira metade do séc. XVI[iii].

 

 

 

Painel_Azulejos1.jpg

 

Frontal do altar do Sº. Coração de Jesus

 

  

 

Painel_Azulejos2.jpg

 

Frontal do altar de Nª. Srª. do Rosário

 

 

 

A decoração de frontais de altar com azulejos hispano-mouriscos foi bastante comum.  Na região envolvente, regista-se, por exemplo, em Aguiar da Beira (Igreja Matriz de Santo Eusébio - azulejos posteriormente retirados e reaproveitados no arco triunfal), em Mangualde (Capela de Nossa Senhora da Piedade, na Igreja de S. João Baptista, em Quintela de Azurara) ou em Seia (Capela de S. Pedro)[iv].

 

 

 

Os azulejos hispano-mouriscos da matriz de Algodres apresentam um estado de conservação não uniforme e diversas incoerências na composição dos painéis, que poderão indiciar a ocorrência de um reaproveitamento, como já foi sugerido[v], ou a inexperiência de quem os colocou.  O reaproveitamento deste tipo de azulejos, em igrejas, tem ocorrido, aliás, com alguma frequência, até épocas bem recentes[vi], pelo que essa hipótese é perfeitamente plausível.

 

 

Bibliografia:  v. entradas de 2005-05-09.

 

 


 

Notas:

 

 

 

[i] Cf. MARQUES, 1938, p. 293.

 

[ii] Cf. LEMOS, s/d a.

 

[iii] Cf.: SIMÕES, 1990, pp. 56 e ss.;  MECO, 1985, pp. 8 e ss..

 

[iv] Cf. SIMÕES, 1990, pp. 118 – 120.

 

[v] Cf. FIGUEIREDO, 2004.

 

[vi] V., por ex., o caso da instalação que foi efectuada, no início do século passado, na Capela dos Tavares, da Igreja Paroquial de Nelas, de um silhar de azulejos hispano-mouriscos, oriundos do famoso revestimento parietal da Sé Velha de Coimbra (cf. SIMÕES, 1990, p. 119).

 


temas:

publicado por algodrense às 19:10
link desta entrada | comentar | favorito

6 comentários:
De Nuno Soares a 31 de Julho de 2007 às 21:02
É verdade, amigo Albino. Muito em breve, irei aqui referir de novo o labor do Vigário Luís, numa entrada que estou a ultimar sobre o políptico da Misericórdia de Algodres. Um grande abraço do,


De al cardoso a 31 de Julho de 2007 às 09:17
Entre tantas outras coisas mais uma excelente iniciativa do saudoso "Vigario" Luis! em descobrir esses azulejos.

Um abraco amigo.


De amlia pais a 29 de Julho de 2007 às 12:52
Goistava de recuoerar o e-mail do nuno.Tenho algo a enviar-lhe.Abraço


De amlia pais a 29 de Julho de 2007 às 12:34
Gosto semnpre tanto de vir aqui...é a minha terra, afinal.


De Nuno Soares a 18 de Julho de 2007 às 16:56
A propósito da temática desta entrada, aproveito para dar conhecimento do meritório "Projecto SOS Azulejo", ontem divulgado no blog "Vexata Quaestio" - ver aqui:
http://vexataquaestio.blogspot.com/2007/07/projecto-sos-azulejo.html


De Nuno Soares a 10 de Julho de 2007 às 21:52
É de saudar que estes azulejos, com cerca de cinco séculos, se tenham aqui preservado, bem como o carinho com que hoje são conservados.
São uma das manifestações artísticas a não perder numa visita à Igreja de Santa Maria Maior.


Comentar post

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

...

Sobral Pichorro e Fuínhas...

...

Freguesia de Muxagata no ...

...

Freguesia de Maceira no C...

...

...

Freguesia de Fornos de Al...

...

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn