História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt
Sábado, 26 de Novembro de 2005
Vias romanas I

Via romana-Fornos.jpg

 

Calçada romana  -  Fornos de Algodres  (foto tirada daqui)

 

 

 

 (colaboração de Albino Cardoso)

 

 

 

Consultando documentos e informações, sobre as vias romanas conhecidas na nossa região, ficamos a saber que existem vestígios e documentos que referem pelo menos duas estradas romanas, com passagem no que é hoje o concelho de Fornos de Algodres.

 

Uma delas era a que de Viseu se dirigia a Trancoso, onde entroncava na via "Bracara Augusta" (Braga) - Egitânea (Idanha) - Mérida, e passava por Matança, Forcadas, Alpedrinha (Maceira), Quinta da Mata Gata (Mata) e Sobral Pichorro.

 

A outra, vinda também de Viseu, dirigia-se a Celorico, passando por Infias, Fornos, Figueiró da Granja e atravessava o Mondego, já no concelho de Celorico, pela ponte da Lavandeira, entroncando também na referida via Braga - Mérida.

 

Em nenhum dos trabalhos sobre as vias romanas por mim conhecidos, são referidas as travessias do rio Mondego pelas pontes romanas de: "juncaes" (Juncais) e da Ponte Nova, talvez pelo facto de que dessas construções já nada resta, pois foram destruídas aquando da terceira invasão francesa, em 1810. As pontes existentes, a de Juncais foi construída em meados do século XIX, durante o governo de Costa Cabral (natural de Fornos de Algodres), e a da Ponte Nova já  na ultima metade do século XX.

 

Quanto a via romana que atravessava a ponte de Juncais, pelos restos de calçada existentes junto a Fornos Gare, e a outros agora soterrados pela nova Avenida 25 de Abril, em Fornos, mas que ainda se podiam ver na década de setenta do século passado, somos levados a concluir que, da via Viseu - Celorico, em Fornos partia outra em direcção a Linhares, que passando pela referida ponte seguia por Juncais e Mesquitela.

 

Já da que atravessava o Mondego na Ponte Nova, suponho que derivaria da referida via Viseu - Celorico, partindo da Várzea de Tavares, passava pela Ponte Nova, Vila Franca da Serra, Vila Ruiva da Serra e Carrapichana, onde se juntaria a via Viseu - Linhares ou à anterior vinda de Fornos.

 

Estas vias romanas, embora de certa forma secundárias, vêm no entanto dar relevo ao facto de que havendo férteis vales junto aos nossos rios e ribeiras, o nosso município já era muito povoado durante a romanização. Embora se não conheçam vestígios de nenhuma "civitas", estão documentadas pelo menos as "viccus" (aldeias) de "Alboni" (Infias) e "Torre" (Figueiró da Granja), e, não havendo nenhuma mais, havia inúmeras "villae" (propriedades agrícolas) de onde mais tarde evoluiram as nossas aldeias e vilas, pois em quase todas elas há referências toponímicas e documentos arqueológicos que o comprovam.

 

 Albino Cardoso

 

2005-11-14

 



publicado por algodrense às 15:53
link desta entrada | comentar | favorito

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

...

Sobral Pichorro e Fuínhas...

...

Freguesia de Muxagata no ...

...

Freguesia de Maceira no C...

...

...

Freguesia de Fornos de Al...

...

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn