História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt
Segunda-feira, 9 de Maio de 2005
BIBLIOGRAFIA (G-R) (em actualização)

 

 

BIBLIOGRAFIA  (A-F)

 

 

 

GOMES, Luís Filipe C. (1988),

“Ara anepígrafa de Algodres”, Ficheiro Epigráfico, 28 (inscrição 129), Coimbra, Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

 

 

GOMES, Mário Varela e GOMES, Rosa Varela, (2006),

 

“Estelas discóides da necrópole da Sé de Silves (Algarve, Portugal). Contexto e cronologia”, Actas do VIII Congresso Internacional de Estelas Funerárias, Suplemento 3 a O Arqueólogo Portugês, Lisboa, Museu Nacional de Arqueologia, pp. 309 - 330.

 

 

 

GONÇALVES, Iria (dir.), (2006),

Tombos da Ordem de Cristo – Vol. III: Comendas do vale do Mondego (1508), Lisboa, Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa.

 

JACINTO, Maria João, VALERA, António, FERREIRA, Ângela, FILIPE, Iola, COELHO, Manuela, PINTO, Marina e BRAZUNA, Sandra, (2007),

“Intervenções da ERA-Arqueologia, S.A. em 2007”, Al-Madan, II Série, nº. 15, Almada, Centro de Arqueologia de Almada, pp. 165-166.

 

LANDEIRO, José Manuel, (1968),

“Genius loci” de Vila Ruiva de terras de Algodres, s/l, s/e (imp. em Castelo Branco, Gráf. de S. José).

 

LEAL, Augusto Soares d’Azevedo Barbosa de Pinho, (1873),

Portugal antigo e moderno, I vol., Lisboa (com reed. fac-similada em 1990), p. 127.

 

LEMOS, Pe. Luís Ferreira de, (s/d a)  (c. de 198?),

Um guia para Algodres, Fornos de Algodres, Câmara Municipal de Fornos de Algodres   (policopiado, 16 pp.).

 

LEMOS, Pe. Luís Ferreira de, (s/d b)  (c. de 198?),

Infias – Miniatura de um esboço monográfico, Fornos de Algodres, Câmara Municipal de Fornos de Algodres   (policopiado, 9 pp.).

 

LEMOS, Pe. Luís Ferreira de, (2001),

Penaverde (Aguiar da Beira): sua vila e termo, s/l, ed. do autor.

 

LIMA, Baptista de, (1932),

Terras portuguesas, vol. I, Póvoa de Varzim, Tip. Camões.

 

LIMA, D. Luiz Caetano de, (1736),

Geografia historica de todos os estados soberanos de Europa…, Tomo II, Lisboa, Officina de Joseph Antonio da Sylva     (Algodres: pp. 124 e 612).

 

LOBÃO, João Carlos, MARQUES, António Carlos e NEVES, Dário, (2005),

“S. Gens”, 25 sítios arqueológicos da Beira Interior, Trancoso, ARA – Associação de Desenvolvimento, Estudo e Defesa do Património da Beira Interior / Câmara Municipal de Trancoso, pp. 22-23.

 

LOPES, Fernão (2004),

Crónica de D. Fernando, ed. G. Macchi, Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2ª. ed., revista.

 

LOPES, Isabel Alexandra Resende Justo, (2002),

Contextos materiais da morte durante a Idade Média: as necrópoles do Douro Superior, 2 vols., Dissertação de Mestrado em Arqueologia apresentada à Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Porto (policopiado).

 

LOPES, Luís Seabra, (2003),

“Sistemas legais de medidas de peso e capacidade, do Condado Portucalense ao século XVI”, Portugália, Nova Série, vol. XXIV, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, pp. 113-164.

 

LOPÉZ QUIROGA, Jorge, (2009),

Arqueología del hábitat rural en la Península Ibérica (siglos V – X), Madrid, Ediciones de La Ergastula.

 

LOPÉZ QUIROGA, Jorge, (2010),

Arqueología del mundo funerario en la Península Ibérica (siglos V – X), Madrid, Ediciones de La Ergastula.

 

MACHADO, José Pedro, (2003)

Dicionário onomástico e etimológico da língua portuguesa, Lisboa, Livros Horizonte, 3a. ed..

 

 

 

MARQUES, António Carlos do Nascimento, (2011),

 

A ocupação romana na Bacia de Celorico, Dissertação de Mestrado em Arqueologia e Território, área de especialização em Arqueologia Romana, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Coimbra (policopiado, 114 + 126 pp.)  (disponível on-line aqui ).

 

 

 

 

MARQUES, António Carlos [do Nascimento], TENTE, Catarina e LOBÃO, João Carlos, (2013),

 

S. Gens ao longo do Tempo e da História : S. Gens through Time and History, Celorico da Beira, Câmara Municipal de Celorico da Beira / Junta de Freguesia de Santa Maria.

 

 

MARQUES, Jorge Adolfo de Meneses, (2000a),

Sepulturas escavadas na rocha na região de Viseu, Viseu.

 

MARQUES, Jorge Adolfo de Meneses, (2000b),

“O distrito de Viseu da Antiguidade Tardia à Baixa Idade Média”, Por terras de Viriato: Arqueologia da região de Viseu, s/l, Governo Civil do Distrito de Viseu / Museu Nacional de Arqueologia, pp. 177-182   (catálogo de exposição).

 

MARQUES, Jorge Adolfo de Meneses, (2001),

“Castelos da Reconquista na Região de Viseu”, Arqueologia da Idade Média da Península Ibérica (Actas do 3º. Congresso de Arqueologia Peninsular), vol. VII, Porto, Associação para o Desenvolvimento da Cooperação em Arqueologia Peninsular, pp. 113-130.

 

MARQUES, Jorge Adolfo de Meneses e GAMA, Teresa Maria Simões, (1992),

“Contributo para o estudo das sepulturas escavadas na rocha:  Necrópole das Forcadas (Matança, Fornos de Algodres)”, Beira Alta, vol. LI (fasc. 1-2), Viseu, Assembleia Distrital de Viseu, pp.85-129.

 

MARQUES, Jorge Adolfo de Meneses e GAMA, Teresa Maria Simões, (s/d)   (1995?),

A necrópole de sepulturas escavadas na rocha das Forcadas (Matança, Fornos de Algodres), Viseu.

 

MARQUES, Pe. Pinheiro, (1904),

O Socialismo e a Igreja : ensaio de propaganda democratico-christã, Lisboa, Livraria Guimarães e C.ª Editora.

 

MARQUES, Mons. Pinheiro, (1938),

Terras de Algodres (concelho de Fornos), Lisboa, Câmara Municipal de Fornos de Algodres  (com reed. fac-similadas em 1988 e 2001; na reed. de 1988 foi alterada a numeração das págs.).

 

MARTÍN VISO, Iñaki, (2007),

“Tumbas y sociedades locales en el centro de la península en la alta edad media: el caso de la comarca de Riba Côa (Portugal)”, Arqueología y Territorio Medieval, nº. 14, Jaén, Universidad de Jaén, pp. 21 – 47.

 

MARTÍN VISO, Iñaki, (2012),

“Enterramientos, memoria social y paisaje en la Alta Edad Media: propuestas para un análisis de las tumbas excavadas en roca en el Centro-Oeste de la Península Ibérica”, Zephyrus, vol. LXIX, Salamanca, Universidad de Salamanca, pp. 165 – 187.

  

MATOS, Lourenço Correia de e SALDANHA, Pedro Quadros, (2000-2001),

“Pinas, das Torres, Trancoso : subsídios para a sua genealogia”, Armas e Troféus, IX Série, 2000-2001, Lisboa, Instituto Português de Heráldica, pp. 415-470   (Visconde das Torres: pp. 456-460).

 

MECO, José, (1985),

Azulejaria portuguesa, Lisboa, Bertrand Editora, 4ª. ed..

 

MELO, Álvaro (coord.), (2007),

Fornos de Algodres a nossa terra, s/l, Edições Época de Ouro.

 

MOREIRA, Maria da Conceição, (1980),

Linhares – aspectos históricos, Lisboa, Serviço Nacional de Parques, Reservas e Património Paisagístico.

 

NÓBREGA, Pedro Pina, (2004),

Castelologia de Entre Dão e Mondego (séculos IX a XIII): a reacção cristã à presença islâmica?, Trabalho apresentado à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, [em linha], Lisboa, (s.n.), [consultado em 20-07-2006], Disponível aqui .

 

NÓBREGA, Pedro Pina, (2007),

“Sepulturas escavadas na rocha da freguesia de Quintela de Azurara”, Beira Alta, vol. LXVI (fasc. 3-4), Viseu, Assembleia Distrital de Viseu, pp.247-292.

 

NÓBREGA, Pedro Pina, NETO, Filipa e TENTE, Catarina, (2012),

“A sepultura medieval do Alto da Quintinha (Mangualde)”, Arqueologia Medieval, nº. 12, Porto, Edições Afrontamento, pp. 203-210.

 

NUNES, João Augusto Guerra da Rocha, (2006),

“Manuel de Pina Cabral. Notas biográficas de um (des)conhecido latinista do século XVIII”, Millenium, 32 (Fevereiro de 2006), Viseu, Instituto Superior Politécnico de Viseu, pp. 226 – 23?  (disponível on-line aqui )

 

NUNES, João [Augusto Guerra da] Rocha, (2010),

A reforma católica na diocese de Viseu (1552 – 1639), Dissertação de Doutoramento em Letras, área de História, especialidade de História Moderna, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Coimbra (policopiada; 408 pp.)  (disponível on-line aqui ).

 

NUNES, Mário, (1989),

Nos caminhos do património, Coimbra, GAAC - Grupo de Arqueologia e Arte do Centro / Livraria Minerva, pp. 77 – 87.

 

OLIVEIRA, César (dir.), (1996),

História dos municípios e do poder local : dos finais da Idade Média à União Europeia, Lisboa, Círculo de Leitores.

 

PAÇO, Afonso do  e  FERREIRA, Mário Eduardo, (1957),

“Espada de cobre do Pinhal dos Melos (Fornos de Algodres)”, XXIII Congresso Luso-Espanhol, Tomo VIII, Coimbra, Associação Portuguesa para o Progresso das Ciências, pp. 357-364.

 

PALOMO, Federico, (2006),

A Contra-Reforma em Portugal : 1540 - 1700, Lisboa, Livros Horizonte.

 

PINTO, António Costa, (1992),

“As elites políticas e a consolidação do salazarismo: o Nacional Sindicalismo e a União Nacional”, Análise Social, vol. XXVII (nº. 116-117), Lisboa, Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, pp. 575-613.

 

PINTO, Marina Paiva, (2006),

Intervenção arqueológica em Algodres (Fornos de Algodres)  -  Relatório dos trabalhos arqueológicos de 2006, Lisboa, ERA-Arqueologia, S.A., (relatório de trabalhos arqueológicos, 22 pp.). 

 

PINTO, Marina Paiva, (2008),

Relatório dos trabalhos arqueológicos – Intervenção arqueológica no âmbito da empreitada de melhoramentos no centro histórico de Algodres, Fornos de Algodres, Guarda, s/l, ERA-Arqueologia, S.A., (relatório final de trabalhos arqueológicos, 104 pp.). 

 

PINTO, Marina Paiva e SILVA, Inês Mendes da, (2009),

“Intervenção arqueológica em Algodres: resultados preliminares”, Apontamentos de Arqueologia e Património, nº. 4, [em linha], Lisboa, Núcleo de Investigação Arqueológica – NIA / ERA–Arqueologia, S.A., pp. 59-64 (consultado em 14-05-2009).  Disponível  aqui . 

 

PINTO, Óscar Caeiro, (2005),

“Os Albuquerque, de Queiriz (subsídios para a sua genealogia)”, Beira Alta, vol. LXIV  (fasc. 3-4), Viseu, Assembleia Distrital de Viseu, pp. 359-394.

 

Portugaliae Monumenta Historica  -  Inquisitiones, v. 1, pars 2, fasc. 6, Lisboa, Academia das Ciências de Lisboa, 1917, pp. 789-791.

 

REAL, Mário Guedes, (1949),

“Pelourinhos da Beira Alta – XXI – Algodres (Fornos de Algodres)”, Beira Alta, vol. VIII, nº. 4, Viseu, Assembleia Distrital de Viseu, pp. 479 – 488 (cf. também pp. 493 – 494).

 

REIS, António Matos, (2002),

Origens dos municípios portugueses, Lisboa, Livros Horizonte, 2a. ed..

 

REIS, António Matos, (2007),

História dos Municípios (1050 - 1383), Lisboa, Livros Horizonte.

 

 

RIBEIRO, Maria José Ferreira Homem, (1995),

 

Edição dos documentos medievais do cartório de Santa Eufémia de Ferreira de Aves, Dissertação de Mestrado em Paleografia e Diplomática apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2ª. ed. revista (policopiado, 247 pp.)  (disponível on-line aqui ).

 

 

 

RODRIGUES, Adriano Vasco, (1979),

Celorico da Beira e Linhares: monografia histórica e artística, Celorico da Beira, Câmara Municipal de Celorico da Beira  (há 2a. ed. de 1992).

 

RODRIGUES, Arqtª. Octávia Maria Rocheta Rodrigues, (s/d)  (c. de 199?),

Perspectiva histórica de Algodres, Fornos de Algodres, Câmara Municipal de Fornos de Algodres (relatório do Gabinete Técnico Local, policopiado, 22 pp.).

 

RODRIGUES, Pe. Virgílio Marques, (2005),

“Romarias – Nossa Senhora dos Milagres (Muxagata)”, Boletim Cultural do Inatel - Guarda, 12 (Maio de 2005), Guarda, Delegação do INATEL - Guarda, pp. 66-68.

 

 

BIBLIOGRAFIA  -  CONT.  (S-Z)

 



publicado por algodrense às 06:13
link desta entrada | comentar | favorito

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

...

Sobral Pichorro e Fuínhas...

...

Freguesia de Muxagata no ...

...

Freguesia de Maceira no C...

...

...

Freguesia de Fornos de Al...

...

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn