História e Património das "Terras de Algodres"
(concelho de Fornos de Algodres)
ed. Nuno Soares
Contacto: algodrense(at)sapo.pt

Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008
70º. Aniv. do livro “Terras de Algodres”.

 

 

LivroTAlg.jpg

 

(capa da reed. de 2001)

 

 

 

Há setenta anos, no dia 26 de Setembro de 1938, acabou de se imprimir, nas oficinas gráficas da Empresa do Anuário Comercial, em Lisboa, a primeira edição da monografia Terras de Algodres (concelho de Fornos), da autoria de Monsenhor José Pinheiro Marques (1871-1940).

 



publicado por algodrense às 05:50
link desta entrada | comentar | ver comentários (5) | favorito

Segunda-feira, 8 de Agosto de 2005
Bibliografia algodrense

LivroTAlg.jpg

 

 

Quem busque obras monográficas que sirvam de introdução ao estudo do concelho de Fornos de Algodres, continua a ter como referência fundamental o livro “Terras de Algodres (concelho de Fornos)”, da autoria de Monsenhor José Pinheiro Marques (1871-1940), cuja primeira edição foi impressa em Setembro de 1938   (MARQUES, 1938).

 

Este livro é ainda a única monografia publicada abrangendo todo o concelho.

 

Como salientou José Alfredo Pinheiro Marques nas notas introdutórias à segunda e terceira edições, o trabalho de Mons. Pinheiro Marques foi, para o seu tempo, uma obra notável e tem servido de base à generalidade dos estudos e publicações que lhe sucederam. Trabalho pioneiro na historiografia do concelho, transcende essa dimensão pela extensa e bem informada abordagem multidisciplinar de outras temáticas relativas à região (geografia, economia, toponímia, arqueologia, epigrafia, genealogia, património arquitectónico e artístico, ...).  É também um importante repositório de dados etnográficos, de tradições e de outros factos e acontecimentos do conhecimento do seu autor, muitos dos quais se teriam perdido, se não tivessem sido registados nesta obra. O mesmo sucede com alguns documentos citados e/ou transcritos, de capital importância para a história local e hoje com paradeiro desconhecido.

 

A principal crítica que, já à época, se poderia fazer a esta monografia, seria a desproporcionada atenção que, na economia geral da obra, dedicou à freguesia de Figueiró da Granja.  Porém, tratando-se da terra natal do autor, é “pecado” que merece absolvição e tentação na qual a maioria dos mortais certamente cairia...

 

Como é natural, face aos desenvolvimentos entretanto ocorridos, a obra de Mons. Pinheiro Marques encontra-se bastante desactualizada, quer na metodologia de construção do discurso científico, quer ao nível dos dados empíricos e do quadro de referência geral em que o mesmo se baseou.  Mas continua a ser leitura não só útil como indispensável, enquanto não aparecer um trabalho monográfico de fôlego que a ultrapasse.

 

Existem, é certo, inúmeros estudos dispersos, sobre o concelho de Fornos de Algodres, muitos deles recentes e de grande relevo científico, designadamente no domínio da história e da arqueologia.  Mas faltam as sínteses monográficas, que “organizem” tais conhecimentos, em benefício do leitor comum ou de quem inicia novas investigações.

 

Especificamente sobre a aldeia de Algodres, há duas pequenas monografias mais recentes (LEMOS, s/d;  RODRIGUES, s/d), que acrescentam informações de inegável utilidade. Há ainda um outro estudo do mesmo género, sobre a aldeia de Infias (LEMOS, s/d a).  Trata-se, porém, de trabalhos policopiados, que não tiveram edição comercial e são bastante difíceis de obter.

 

Sobre o riquíssimo património arqueológico do concelho, foi publicada há cerca de uma dúzia de anos uma carta arqueológica (VALERA, 1993), que dá testemunho da profunda evolução do conhecimento nessa matéria.  Infelizmente, esta obra, que é também uma referência fundamental, pode considerar-se já bastante desactualizada - em virtude das descobertas e trabalhos entretanto realizados – e está praticamente esgotada.

 

Resta assim, à generalidade dos interessados, o recurso à obra de Mons. Pinheiro Marques, que a diligência da CMFA tem mantido disponível.  Em 1988, foi publicada uma segunda edição, comemorativa dos cinquenta anos da edição original.  Rapidamente esgotada, está agora disponível a terceira edição, datada de 2001, que pode ser adquirida junto da CMFA ou na recepção do CIHAFA – Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres.

 

 

 

Nota final:

 

Na edição de 1988 do livro Terras de Algodres, foi alterada a numeração das páginas que constava na edição original. Essa opção foi corrigida na terceira edição, de 2001.  Neste blog, a citação de págs. desta obra é sempre referida à paginação das edições de 1938 e de 2001.

 

 

 

Bibliografia e abreviaturas:  v. entradas de 2005-05-09.

 



publicado por algodrense às 18:17
link desta entrada | comentar | ver comentários (7) | favorito

pesquisar
 
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


entradas recentes

70º. Aniv. do livro “...

Bibliografia algodrense

links
temas

abreviaturas

algodres

alminhas

bibliografia (a - f)

bibliografia (g - r)

bibliografia (s - z)

bibliografia algodrense

capelas

casal do monte

casal vasco

castro de santiago

cortiçô

crime e castigo

documentos

estatuto editorial

estelas discóides

figueiró da granja

fornos de algodres

fortificações

fraga da pena

fuínhas

heráldica

humor

índice

infias

invasões francesas

juncais

leituras na rede

lendas e tradições

maceira

marcas mágico-religiosas

matança

migração do blog

mons. pinheiro marques

muxagata

notícias de outros tempos

personalidades

pesos e medidas

publicações recentes

queiriz

quinta da assentada

ramirão

rancozinho

sepulturas escavadas na rocha

sobral pichorro

toponímia

vias romanas

vila chã

todas as tags

arquivos

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

blogs SAPO
mais sobre mim
subscrever feeds
Redes

Academia

Facebook

LinkedIn